segunda-feira, 9 de março de 2009

Pontos de Cultura em Campos

Fotos: Yuri Amaral



Pelo menos a Cavalhada de Santo Amaro, a Lira de Apolo, Mana Chica do Cabóio e de Gargaú e a Liga de Capoeira Municipal de Campos tiveram seus projetos habilitados no programa Ponto de Cultura, parceiria entre o estado do Rio de Janeiro e o governo federal. Se aprovados, serão os primeiros Pontos de Cultura de Campos.

A relação completa pode ser conferida no sítio da Secretaria de Cultura do estado. Se alguém encontrar mais algum projeto campista ou da região, por gentileza, me avise.

Segundo consta no sítio:

"Os Pontos de Cultura são definidos como iniciativas culturais desenvolvidas pela sociedade civil que estão sendo potencializadas pelo Governo Federal, através do Programa Mais Cultura, em conjunto com o Governo Estadual."



Ao todo serão R$ 180 mil distribuidos em 3 parcelas anuais de R$ 60 mil para cada projeto. Vale lembrar que a Cavalhada de Santo Amaro já havia ganhado R$ 10 mil da Secretaria de Cultura do estado. Estes investimentos poderão ser aplicados na realização de cursos e oficinas, compra de equipamentos e produção de espetáculos e eventos.

Para projetos que sobreviviam com migalhas, será uma ótima ajuda. Programas como esses fortalecem a cultura local e libertam os provocadores culturais dos incentivos privados e do paternalismo vigente no município.

Desejo sorte aos projetos campistas e da região!

[Texto modificado em 10 de março de 2009, às 13h.]

5 comentários:

rosângela disse...

Posso comentar aqui? Prometo me comportar. Se você obsrvar que sai da linha você me ajuda a ir paa a linha. Conto com sua ajuda. Voc~e foi sincero e vi um certo cuidado mesmo.
Posso comentar aqui?

rosângela disse...

Frase que veio à minha mente quando vi sua foto, que achei linda!: "Pronto para ser bebido e embeber"

rosângela disse...

yure, Você sabe se onde vem a palavra "cultura"?

Yuri Amaral disse...

Não faço a mínima idéia...

Rosângela Maria disse...

Vamos continuar?

Você já pensou se eu viesse com foto de boca aberta o que já não teriam me massacrado aqui? Por que as pessoas podem escolher seus títulos suas fotos, mas uma crente não pode? Hein, Yure.
Quanto ao termo cultura... já vou mostrar a você.