terça-feira, 21 de outubro de 2008

Rede Blog

Manifesto aqui meu interesse em participar da Rede Blog através do Dendrito. Mesmo tendo uma baixa frequência de postagens e quase ninguém acessar meu Blog (!), costumo publicar textos e fotos sobre eventos em que participo e que não têm tanta repercusão na mídia, como a luta dos estudantes da UENF pelo bandejão, educação ambiental, divulgação científica e eventos culturais, como o ArtPoiese e o CineClube UENF.

Todo dia 21 blogeiros ligados à Rede publicam reportagens, textos, fotos ou outros materiais sobre um tema pré-definido e escolhido democraticamente por meio de votação no Urgente!. Esse mês o tema escolhido foi: "A falta de uma imprensa decente em Campos e a 'obrigação' dos blogs em passar uma informação ágil e com credibilidade".

Pois bem, vou me aventurar no assunto...


Não sou leitor assíduo dos jornais campistas, mas é evidente a parcialidade no tratamento das informações e o descompromisso com a ética jornalística. O sensacionalismo e a arrogância tomou conta das redações já a muito. Ano passado assisti a defesa da dissertação de mestrado da jornalista Fúlvia D'Alessandri da Assessoria de Comunicação da UENF, sobre o perfil das redações dos jornais em Campos e a importância dada à Divulgação Científica. Além de constatar o claro interesse dos redatores em publicar fotos de violência explícita na primeira página - pois vende mais -, os jornais não fazem pesquisa de opinião com seus leitores. Segundo a dissertação os redatores não dão espaço para assuntos sobre ciência, mas leitores entrevistados durante a pesquisa manifestaram interesse no assunto. Isso evidencia um possível afastamento entre o jornal e o leitor e a pouca importância dada ao hoje tão valorizado Ombudsman.

Nesse ponto os blogs têm clara vantagem. A possibilidade de participação ativa através de comentários e mesmo envio de textos e outros materiais, mantêm o blogeiro atento ao que realmente interessa ao leitor, que passa a ser também fonte, crítico e, quem sabe, colaborador. A ausência de compromisso econômico com a notícia dá mais liberdade ao blogeiro, que pode publicar sua opinião sem se preocupar com financiadores ou empresários que usam o espaço para publicidade. Afinal, poucas publicações têm a seriedade da 'Caros Amigos', que chegou ao requinte de publicar em uma mesma edição uma matéria sobre o movimento pela re-estatização da Vale e uma propaganda da mesma empresa, mostrando um claro afastamento entre o setor comercial e a redação.

A imprensa em Campos deve dar mais atenção ao leitor, realizar perquisas com seu público alvo e fazer mais críticas ao seu próprio jeito de fazer notícia. Com a internet o leitor possui mais opções para obter informações, ficando fácil derrubar a máscara de jornalistas e editores descompromissados com a veracidade dos fatos e a imparcialidade da informação. E o leitor deve também ficar atento, aproveitar essa ferramenta para questionar o papel da imprensa dita 'livre', e assim garantir o funcionamento pleno da democracia.

2 comentários:

Vitor Menezes disse...

Bacana, inscrição confirmada. Abs!

Millena Lízia disse...

Olha, interessante essa dissertação de mestrado da UENF sobre o perfil das redações dos jornais de Campos.
É possível que tenha pesquisas nessa linha (ou algo afim) na FAFIC também. Os integrantes da Rede Blog, dentro do tema "A falta de uma imprensa decente em Campos e a 'obrigação' dos blogs em passar uma informação ágil e com credibilidade", podiam pesquisar e repassar para os leitores os pontos mais importantes das impressões academicas sobre o assunto na região.

Fica a sugestão de uma leitora.