quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Estudantes da UENF fecham BR-101!



Após 16 dias acampados no pático da reitoria da UENF (Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro)os estudantes da Universidade promovem manifestação na BR-101, interrompendo o tráfego por cerca de 35 min. O ato foi articulado em conjunto com os estudantes da UERJ, que também fizeram uma manifestação pacífica no Rio de Janeiro.

Ás 13h o movimento na UENF já estava animado. Cerca de 60 estudantes se concentravam no pátio da reitoria pedindo adesão de outros alunos ao movimento. Quatro ônibus já se encontravam dentro do campus, aguardando o momento de partir. Pouco antes das 14h uma comissão saiu em passeata pelos prédios da UENF para conseguir mais adesões em salas de aula, já que muitos alunos não queriam perder aula. Com a pressão, alguns professores acabaram por liberar a turma, o que aumentou consideravelmente o número de estudantes na manifestação.
Após a passeata, mais de 300 estudantes entraram nos ônibus e partiram em direção à BR-101. Em cada ônibus, alunos da liderança estudantil passaram aos demais informações pertinentes ao ato e sobre as comissões encarregadas de organizar a manifestação. A comissão de segurança ficou responsável por organizar os estudantes e hevitar confronto com a polícia. A comissão de agitação entoava as palavras de ordem e cuidava pra que a moral não baixasse. Havia também uma comissão de negociação com a Polícia Federal e outra, de comunicação, para passar informação à imprensa.

Chegando no local foi ateado fogo a pneus no meio da pista e os manifestantes tomaram conta da BR. Gritando palavras de ordem como: "Quem não pula é reitoria!" e "Nas ruas, nas praças, quem disse que sumiu. Aqui está presente o movimento estudantil", os estudantes reinvidicaram melhores condições para a Universidade e, principalmente: a construção do Restaurante Universitário. vídeo? A manifestação ocorreu com muita tranquilidade e organização. Nem a PM nem a PF interferiu com truculência, apesar de agentes PF estarem sempre portando escopetas em punho. Depois de cerca de 35 minutos de manifestação a pista foi liberada e a marcha seguiu ocupando o acostamento até a entrada da cidade.


Perto do trevo do ìndio os alunos fizeram uma breve reunião para saber se continuariam com a marcha até a UENF ou se dispersariam ali mesmo. A maioria resolveu dar continuidade à passeata, que foi até a UENF, seguindo pela Nilo Peçanha, 28 de março, Felipe Uebe e Alberto Lamego. Durante todo o ato foram distribuídos panfletos informativos para a população. Chegando na UENF foi realizada uma assembléia para definir os próximos passos do movimento. Ficou em acordo que o acampamento permanece e as assembléias continuarão ocorrendo sistematicamente todos os dias às 18hs, para definir novas posturas do movimento. O Movimento Estudantil da UENF está de parabéns! O ato foi muito bem organizado, não houve interferência da polícia e a mídia gorda cobriu a manifestação dando visibilidade ao movimento - apesar de não terem passado as informações na íntegra, nem ligado ao ato dos alunos da UERJ. Em tempo: Os estudantes da UERJ continuam com a ocupação. Mais informações acessem o Blog da Ocupação.

3 comentários:

comissão do acampamento disse...

Faltou informar que 300 estudantes chegaram a BR...

e, no final, os estudantes da UERJ estão OCUPADOS e não ACAMPADOS.


:D~

beijos do movimento estudantil!

Yuri Amaral disse...

ops...

tem razão, já corrigi!!

valeu!

Ocupação UERJ disse...

Parabéns aos estudantes da Uenf! Muito bom!